5 questões para pensar antes de passar a tesoura!

Acredito que é muito “ser mulher” o ímpeto de empreender mudanças, de “dar jeito” para as coisas. Com os cabelos, não poderia ser diferente! Quantas mudanças já vi se iniciarem nas vidas das minhas clientes, começando pela mudança de visual! Precisamos, no entanto, ter cuidado, porque cabelo (dependendo da situação) é algo que demooora depois pra crescer – e dependendo do estrago, a gente fica triste mesmo! Parece paradoxal, contraditório, alguém que vive de cortes de cabelo falar uma coisa dessas! Eu não só digo, como repito: cuidado para não descontar nos cabelos os problemas e frustrações.
Por me preocupar, antes de demonstrar virtuose técnica ou apenas ganhar dindin, bolei estes itens abaixo, para ajudar aquelas que estão em dúvida sobre mudar ou não o corte de cabelos. Espero que gostem!
1. O que você deseja comunicar a partir do seu corte de cabelos?
Você deseja estar mais moderna? Mais feminina? Ou você prefere o despojamento, o look mais natural? Gostaria de remoçar? Ou está entrando no mercado de trabalho e deseja parecer mais séria?
2. Qual tipo de corte fica melhor para o seu formato de rosto?
É extremamente importante você conhecer o seu formato de rosto, bem como todas as características que aprecia, ou não, nele. Dessa forma, consegue fazer com que os pontos positivos sejam ressaltados, além de não ressaltar os negativos.
3. Como será a manutenção?
Quanto mais curtos os fios, maior é a frequência de retorno ao cabeleireiro. Isso ocorre porque, conforme os fios vão adquirindo maior comprimento e peso, mais vai mudar o caimento deles.
4. O que a textura dos seus fios lhe permite fazer?
Cabelos finos, ou grossos? Lisos? Com frizz? Crespos? Sabemos que cada textura tem suas especificidades, o que faz com que certos cabelos simplesmente sejam irrealizáveis (não havendo a ação de outros processos, como químicas de alisamento, por exemplo).
5. O cabelo que você deseja combina com o seu estilo de vida?
Acordar mais cedo para fazer make up. Adquirir produtos para a estilização. Aprender a usar secador. Determinados cabelos exigem vários complementos, para que fiquem tão lindos quanto vimos numa revista, ou quanto idealizamos. Franjas, cabelos mais curtos, degradês frontais (e outros) exigem que se dediquem certos instantes para arrumar (às vezes minutos, às vezes mais: o fato é que vamos levando jeito, pegando prática e ficando mais rápidas). Não existe levantar da cama e sair! Não é como se faz com o cabelo mais comprido nestas situações-limite: rabo de cavalo / coque. Se você não tem paciência, ou não tem tempo, prefira um corte de fios mais longos, que deem mais peso e que não necessitem de muitos cuidados.
Lembrando que poder a gente pode tudo: sentir-se bem é a questão aqui 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *